terça-feira, 11 de novembro de 2008

Desagravo

Alguém Que não quero acusar chamou, em caixa de comentários do «Desconversa» "pãozinho sem sal" a Ingrid Bergman. Eu estive em Florença, onde a panificação prescindiu desse condimento, desde os tempos históricos em que a rival Pisa detinha o monopólio do comércio dele. Posso garantir que o sabor não é idêntico. Mas, para quem não tenha disponibilidade imediata para ir comprová-lo, talvez estas imagens vão bastando...

16 comentários:

fugidia disse...

:-)

É bonita sim senhor mas... eu estava à espera de uma música de fundo com mais entusiasmo...
:-p

Bj

cristina ribeiro disse...

Revi há pouco tempo «Stromboli»: além de boa actriz, estava belíssima...

Marie Tourvel disse...

A Ingrid é linda mesmo, Paulo, querido.
Ando meio ausente, ando um pouco triste, mas não deixo de passar para lhe mandar um beijinho. :)

ana v. disse...

Esse alguém que não queres acusar nunca disse que ela não era bonita... ora essa! É linda, sim, e uma excelente actriz também.
Mas... sem grande sal. Mantenho o que disse lá na desconversa do Mike. O mais engraçado é que, apesar da tua metáfora, foi um italiano que acrescentou tempero àquela sensaboria nórdica... (ai, meu Deus, agora é que ele me mata!)

Queres um exemplo de uma mulher "com sal e pimenta", mesmo sem sair das heroínas do nosso good old Boogie? Aqui tens uma: http://www.mefeedia.com/entry/bogie-bacall-whistle/10515804/

Got it?
Kiss kiss

hi disse...

"pãozinho sem sal»? Nem pensar. A intensidade do «sal» pode estar nos mais variados aspectos/pormenores, mas claro, vão sempre dependendo da subjectividade de quem se pronuncia.

Mialgia de Esforço disse...

Bela, com classe, mas não menos sonsa. Roubou a Anna Magnani o papel principal em Stromboli e, de caminho, roubou-lhe também Rossellini. Famosa a cena da Magnani, aos gritos, à varanda de um hotel na Via Veneto: Roberto! Non cambiarme per la putana svedezza!

Abraço.

ana v. disse...

Mamma mia, Mialgia, ma che brutta scena!
Eu não digo? Foi aí que ela começou a ter um bocadinho mais de sal... com o Rossellini, claro! :-)

Mialgia de Esforço disse...

Da vero, Ana!
Mas esta metia-as no chinelo. A mais bela de todas:

http://www.worth1000.com/web/media/41739/rita_hayworth5.jpg

Bêjo!

Mike disse...

Estas imagens e alguma pomada que cure a dor de cotovelo, caro Amigo.
Abraço (entre risos abafados).

ana v. disse...

Lovely Rita, meter-maid... (se as meninas da Emel fossem assim, Mialgia, aposto que não se importava de apanhar uma multa de vez em quando...) ;-)

Pfff, Mike... (esperemos pela próxima segunda-feira)

JúliaML disse...

tem sal próprio, muito dela.
já não gosto de Rita.

beijinho,Paulo

Mialgia de Esforço disse...

Sou um rapaz cumpridor, Ana. E raramente recorro aos serviços da Emel. Estaciono a carroça num parque fechado. Mas, no caso da Rita, abria uma excepção.

Paulo Cunha Porto disse...

Querida Fugidia,
não quis levar pelo som embalador à perda do discernimento.

Querida Cristina,
adoro esse filme, nomeadamente a cena em que ela, depois de tudo ter feito para ser aceite entre as Mulheres da ilha, lhes pergunta desesperada, se não tem sido boa para o Marido, o que falta mais para a receberem bem, ouvindo a resposta, das mais dramáticas do cinema: "falta-te modéstia, minha filha".

Querida Marie,
um Diabinho encantador não tem o direito de andar tistonho. Faz favor de levantar esse Astral!

Querida Ana,
mas é o carácter falho de tempero que eu contesto! Bacall é um tipo completamente diverso, nunca alguém chamaria Slim a Bergman. Mas tenho a impressão que estás a reduzir esta à Ingrid de «Casablanca», em que o ar perdido pode dessalinizar um pouco, com efeito. Porém, uma personagem, como as andorinhas com a Estação delas, não faz uma carreira.

Querida Hi,
por exemplo, nos filmes hitchcockianos a preto e branco (estou a excluir, portanto, «Sob o Signo do Capricónio») parece até dar para o salgado...

Meu Caro Mialgia,
cuidado, não tarda, a Ana chama-Lhe Diácono, por carregar a nota, afinal onde ela pôs "insossa", o Amigo acrescenta "in sonsa"!
Rita Forever! Mexicana e está tudo dito...

Querida Júlia,
mas ollhe que a Rita tinha, se não sal, o seu picante! Aquela luva stripada...
Beijinhos e abraços

Paulo Cunha Porto disse...

Meu Caro Mike,
não creio, deve ser apenas um resfriado que terá afectado o paladar.
Abraço

Nelsinho disse...

Mesmo que se lhe tire o sal, o sabor pouco se alterará. Linda e excelente atriz!

Paulo Cunha Porto disse...

Meu Caro Nelsinho,
se era1 Importa-Se de repetir mais alto para uma Iconoclasta Ana Vidal ouvir?
Abraço