terça-feira, 25 de novembro de 2008

Correntes Fortes

Não me surpreendeu minimamente a maioritária vontade entre os Islandeses de aderirem à UE e ao Euro como forma de superarem a bancarrota. Afinal, dar-se como escravo para ressarcir dívidas era expediente já conhecido na Roma Antiga e entre os Hebreus...

5 comentários:

Gi disse...

E a Gronelândia também virá, verá!

Mialgia de Esforço disse...

O náufrago, em desespero, agarra-se a qualquer coisa...

Abraço.

Ka disse...

É vê-los a virem todos agora... :S

Beijinho

ana v. disse...

Mais um iceberg a derreter, nesta Europa que se afoga...

Paulo Cunha Porto disse...

Querida Gi,
para já estão na fase de sair de casa, ehehehehe.

Meu Caro Mialgia,
mas a um pedaço de jangada podre que não tem grandes hipóteses de flutuação...

O pior, Querida Ka, é que isto pode corresponder a um branqueamento da UE, com tanta lavagem de euro!

Querida Ana,
lá que é produto de aquecimento, não tenho dúvda. Os que ficaram sem coisa que se visse devem ter tomado cá um destes calores....
Beijinhos e abraços