sábado, 29 de novembro de 2008

Coragem!



Há provações piores do que uma pequena espera, ao que se vê. E o sacrifício pode evitar cenas destas em Dezembro/Janeiro...

7 comentários:

filomeno2006 disse...

¿Balneario tipo japonés?

Margarida Pereira disse...

'Filo', faça a gentileza de ir ler a ameaça ai em baixo na tanga, OK? Gracias...


Paulo, o meu jardim ficou assim esta manhã! Com granizo! Um horror para os pobres gatos que por lá andam refugiados...
Já a 'piquena' tem um ar tranquilo...
Deve ser da vodka...

LADY-BIRD, ANTITABÁGIKA, FÃ DO JOMI LOL E JÁ AGORA DO NOSSO AMIGO ANTI-TECNOLOGIAS: MARCHANTE (se não existisse tinham que o inventar) disse...

Oh Paulo, isto agora é só mulheres como vieram ao mundo?
Espero que também encontre nessas incursões pela net,fotos de rapazes jeitosos, e um dia destes as ofereça às admiradoras de
"O Duro das Lamentações"...

Beijinho e juízinho
Senhor Dtor Paulinho! lol

fugidia disse...

Ai que maldade, PCP; está um gelo para a pobrezita.
Mande-a para casa, depressinha...
:-)

ariel disse...

Querido Paulo, diz que é muito bom para enrijar músculos e limpar a pele, fica-se com uma pele de bébé :)
beijinho

Gi disse...

O que é aquilo atrás dela? O caixão?

Paulo Cunha Porto disse...

Meu Caro Filomeno,
ou então, a capa de im livro sobre voyeurisme, «O Espião Que Veo Para o Frio»...
Toma atenção às ameaças da Margarida, por favor.

Querida Maggie,
pois no meu caso, esta imagem ainda me aqueceu o, hã, coração.
Pobres Bichanos! Não há dúvida de que Aí em Cima o tempo é muito mais agreste. Qualquer dia viram linces.

"Rapazes Jeitosos"?! Ai, Senhora Licencianda, não tome licenças em demasia. Há uma insanável contraditio in adjectio.

Querida Fugi,
era para o bem dela: o gelo conserva, ou não? E o que poupará em plásticas...

Querida Ariel,
não virá aí uma insinuação de pedofilia? Em todo o caso vou escrever à Piquena, há que fazer a verificação in lo(u)co desses efeitos.

Ora, Querida Gi, e eu a pensar que seria apenas a embalagem em que ela seria enviada como Presente (também no sentido de tempo verbal, o que inviabilizaria o passamento equacionado).
Beijinhos