quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Memória Embonecada

Tinha prometido à Ka fotografia da Árvore de Natal da minha infância. Procurei uma a cores, que as há. E porque a superstição das nossas assimilações quer que o cromatismo variado dê melhor conta da Felicidade. Hoje, desisti, resolvendo atirar-Vos com esta, a preto e branco. Será mais adequada a um tempo em que já não está completa a equipa, em que se diluiu a vontade de estar contente, só os Afectos Supervenientes que também Vós sois levando a fazer das fraquezas forças para resistir a deixarmo-nos submergir pelo espectro de Scrooge.
A minha Mãe, nesse tempo em que a Realidade não Lhe tinha sido subtraída, denominava esta foto como «Cinco Bonecos». O da extrema-esquerda, quem diria, é aquele que se deleita nestas conversas virtuais com a Vossa Simpatia. Que é uma maneira de reencontrar Alegria. A possível, como diriam os reporters televisivos.
Começo hoje a desejar Aos Que aqui passam uma Santa Quadra.

22 comentários:

tsantos disse...

E eu, como hóspede habitual do Duro, tenho o prazer de ser o primeiro a retribuir-te:

Feliz Natal!

Aquele Abraço

T

Patti disse...

Oh Paulo que querido e nunca pensei dizer isto de um ser da extrema esquerda!
Uma feliz semana até ao Natal também para ti e a cores.

Gi disse...

Então uma boa Quadra natalícia para ti e para todos nós.

Anónimo disse...

Um mimo essa Árvore de Natal.
Feliz Natal, todos os dias...
I

JúliaML disse...

Linda, Querido Paulo, tenho até inveja não ter fotos de uma similar.

Que esta Quadra traga a esperança da superação, que nos faça lúcidos e justos,que nos inspire a ser melhores, que nos permita viver a plena humanidade.

Neste seu Muro não só de Lamentações mas também de Afectos eu lhe renovo este meu bem querer.

JúliaML disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ariel disse...

Querido Paulo, ainda nos encontraremos por aqui até às Festas. Para mim o Natal torna-se cada ano mais difícil e só desejo que ele passe depressa.
No entretanto, vejo ali um lindo menino ao telefone :) é engraçado que agora já não se tira fotos às crianças ao telefone, é objecto que caiu em desuso, ultrapassado pela voragem dos telemóveis...

Um beijinho

Ka disse...

Querido Paulo,

Que maravilhoso ser pequenino era :))))) (continua a ser ams o tamanho mudou :P)

E agora vejo-me eu obrigada, e com muito gosto a encontrar uma minha desta quadra com a mesma idade :)

Muito obrigada por ter partilhado connosco!

Beijinho e uma santas festas

Mike disse...

De extrema esquerda em tão tenra idade... quem diria... A ti, meu caro Paulo, movido por razões que se prendem com cortesia e respeito, e não pelas que a Quadra normalmente suscita, retribuo os votos de um Feliz Natal.
Um abraço.

Inês Ramos disse...

Que bela foto! Feliz Natal, meu caro Paulo! Tudo de bom para 2009!

pedro guedes disse...

Gostei muito deste postal, meu caro. Como o compreendo... Mas gostei muito, também, da fotografia. Qualquer coisa nela me recorda os natais da minha infância - quando, como dizes, a equipa estava completa.
De resto, não me lixes: o da extrema-esquerda estava feito com o da extrema-direita, que também é muito cá de casa!!! ;)
Abraço e, apesar de com toda a certeza falarmos antes, sigam já votos de um Santo e feliz Natal.

Mialgia de Esforço disse...

Palpita-me que o Paulo não era de estragar os brinquedos. Aposto que ainda guarda alguns. Acertei?

Pela parte que me toca, muito agradeço a Sua mensagem e retribuo com sinceros votos de um Santo Natal.

Grande Abraço.

fugidia disse...

Hum... muito cedo para os desejos... ainda aqui hei-de vir mais uns bons dias antes do grande dia, Paulo!

A fotografia é interessante, não só pela posição ocupada pelo Paulo, mas também pelo facto de ter na mão... estou a ver bem?!?!; um telefone!!!!
Paulo, um telefone?!
(risos abafados)

Beijinhos :-)

ana v. disse...

Boa, Fugi, que grande descoberta! Esta fotografia é uma fonte de revelações: o boneco era de extrema esquerda e gostava de telefones...

Beijo natalício!

once disse...

e começa de uma forma ternurenta Caro Amigo, bem a propósito do que a Quadra representa .. retribuo-lhos .. em paz e saúde :)

Um beijo

Margarida Pereira disse...

...
...
...
Há alturas em que não saem palavras.
Apenas se agiganta esta vontade desmesurada de o abraçar e ficar assim muito tempo, muito caladinha, muito feliz.

Paulo Cunha Porto disse...

Meu Caro TSantos,
entre nós estão estes votos sempre desejados, há tantos anos. Que seja Felcíssimo, para Ti e para os Teus.

Obrigado, Querida Patti, tudo se vai, tudo se vai...
Também para Ti & para Os Que Te sejam Queridos, com as cores quentes da Harmonia calorosa.

Para Todos, pois, Querida Gi!

Obrigado, igualmente, I.

E todo o meu, Querida Júlia. O Natal não será isso mesmo, a Concórdia e a Esperança que façam ir além do peso das coisas lamentáveis?

Querida Ariel,
também não gosto muito dessas logações com fios, mas o Seu comentário deu-me uma desculpa: é manifesto de resistência a esses horrores perturbadores que acompanham os nossos contemporâneos.
Pena que Lhe seja crescentemente penoso este Período que deveria ser o Inverso. Resista, resista, lembre-Se do Scrooge!

Querida Ka,
obrigado! E essa busca que Se propõe empreender já valeu a postagem do pimpolho!

Meu Caro Mike,
é verdade, um subversivo, era o que era!
Fico vaidoso por Te inspirar tanta amabilidade, mas triste pelo afastamento do Significado Maior.

Também para a Querida Inês. Repare que o pequenino, logo à minha direita, é um gato...

falaremos certamente, Caríssimo Pedro. E tens toda a razão, os dois pontas da foto estavam mancomunados. O melhor amigo do Mickey não era um Pateta?

Meu Caro Mialgia,
oh, sim, tirando um par de automóveizinhos que atirei de um sexto andar... Ainda tenho pendurada na minha cama uma pistola de fulminantes dos meus quatro anos e guardo religiosamente o Juto Piúdo, do meu primeiro ano, nome correspondente à embrionária tentativa de dizer "urso peludo", em vista ao peluche mais querido.

Querida Fugi,
comecei ontem, temendo que alguns dos Amigos vão para paragens sem net...
Pois, fiquei vacinado, foi o que foi.

Estás a ver, Aninha?
Deixei de ser boneco, enveredei pela(s) via(s) certa(s)...

Querida Once,
e que ela nos traga a tranquilidade que importa, a todos os provisoriamente vencidos pela agitação e desgastes da vida.

Querida Maggie,
há Meninas Bonitas que não só gostam de brincar com bonecas, como não desdenham os bonecos, mesmo de trapos e ordinários como o que refere...
Beijinhos e abraços

LADY-BIRD, ANTITABÁGIKA, FÃ DO JOMI LOL E JÁ AGORA DO NOSSO AMIGO ANTI-TECNOLOGIAS: MARCHANTE (se não existisse tinham que o inventar) disse...

Obrigada Paulo!
Um Santo Natal para si também!
Mas espero que até lá mantenhamos o contacto...
Lá está sempre foi um boneco, sá a personagem é que mudou...dantes era o Nenuco, agora é o monstro das bolachas, não é assim?
(também tenho uma foto do dia de Natal a falar ao telefone na casa da minha avó...não tem é a árvore a embelezar (porque estava noutra divisão da casa...)

beijinho

Pedro Barbosa Pinto disse...

BOAS FESTAS também para si Paulo.

Abraço forte

filomeno2006 disse...

Echo en falta a los Reyes Magos......¿Todavía no era monárquico el gran Paulo en esa época?
Ab.

Luísa disse...

Paulo, também me deram nas vistas as suas preferências infantis, oportunamente denunciadas pela Fugidia e pela Ana. Mas claro que é a experiência das coisas que nos permite identificar o que devemos evitar a todo o custo. ;-D
Também lhe desejo uma excelente quadra natalícia, esperando poder renovar os votos mais em cima do acontecimento. :-)

Paulo Cunha Porto disse...

fico ansioso, Querida Lady Bird!
Claro que mantemos, era precaução com mira apenas nos que estarão de abalada.

Obrigado, Caríssimo Pedro, esperemos conseguir fazer justiça ao Espírito da Quadra.

Não se vê bem, Meu Caro Filomeno, mas há um presépiozinho logo abaixo da árvore. E adivinha quem são as Três Figuras do meu lado...

E para a Querida Luísa, repousando na mesma Esperança.
Sim, é com o sofrimento que se aprende, tem toda a razão.
Beijinhos e abraços