sábado, 6 de dezembro de 2008

Língua Franca?

Estão explicados os acontecimentos calamitosos do BPN. Como o Inglês é o idioma que predomina nas transacções dos dias que correm, o Dr. Oliveira e Costa, decerto por erro de digitação a que é alheio, confundiu ser um banqueiro com estar entrincheirado: To be a banker por to be in a bunker. Ou como fortificação nem sempre é fortalecimento de capital.

9 comentários:

Tiago Laranjeiro disse...

Há quanto tempo não via essa imagem do quartel-general do Tio Patinhas!

Abraço.

Ka disse...

Mas para que raio quereria ele o dito?

Seria para auto-reclusão?

Beijinho querido Paulo

Gi disse...

Muitos episódios de "Lost" andou o Sr. a ver.
E agora? Estará ele "lost in translation"?

Patti disse...

Eu juro que tive de ler três vezes, para ver mesmo que não era gozo!

ariel disse...

Querido Paulo, quem sabe se não se trataria de qualquer fetiche....:)

beijinho

Mike disse...

O Tio Patinhas é que sabia, caro Paulo.
Abraço.

Paulo Cunha Porto disse...

Meu Caro Tiago Laranjeiro,
com a diferença que os Irmãos Metralha, aqui, estariam do lado de dentro...

Querida Ka,
mistééééério. Talvez se sentisse particularmente vulnerável, pelas apetências actuantes que poderia gerar o ditado "Ladrão que rouba a ladrão..."...

Querida Gi,
é possível. De certeza que parece Lost on Transaction(s).

Querida Patti,
o que só prova que estamos desbunkerizados contra surpresas destas. ainda se o refúgio fosse subterrâneo, podíamos dizer que o infeliz gestor se tinha começado aí a enterrar...

Querida Ariel,
bem, claro que nem todos podem ter o acerto e o gosto esmerado de se inclinar para as botas femininas. Mas uma orientação virada para o betão não se revestirá de dureza eliminatória de qualquer sensibilidade?

Meu Caro Mike,
sim, tinha de enfrentar a Patalógica, enquanto que neste assunto a lógica é uma pata, sim, mas na poça.
Beijinhos e abraço

Mialgia de Esforço disse...

O Paulo acertou em cheio com o boneco, porque se não vivemos em Patópolis parece.

O Dr. Costa é capaz de ter uma fixação pela vilania bondiana. Quem sabe se não se revê no Dr. No? Até é capaz de ter o bichano correspondente.

Abraço.

Paulo Cunha Porto disse...

Isso seria um traço redentor, Meu Caro Mialgia.
E lá que tentm por todos os meios fazer de nós patos...
Abraço