domingo, 26 de outubro de 2008

Missão Espinhosa

Compreendo perfeitamente que o tribunal francês encarregado de julgar a queixa do Presidente Sarkozy contra a empresa que comercializou o malfadado boneco/alfineteira com os seus traços tenha decidido esperar uns dias. É que os direitos sobre a imagem não me parece poderem vingar nesta circunstância. Não se está a usar a figura do Presidente para publicitar outro produto, ou a comercializar efígie dele pelos seus adeptos, como as t-shirts com rostos de actores e desportistas. Pode porém a iniciativa editorial ser condenável, caso os juízes considerem haver consequências reais nas práticas de Vodu. Aí, a empresa que comercializou o fantoche poderia ser acusada de instigação, ou, no mínimo, cumplicidade, de um crime de ofensas corporais.
Ser espetado é o fado das Figuras Públicas, Certo Deus Romano, via a sua estátua trespassada pelos suplicantes, os quais encontravam no expediente um aide-mémoire que os tranquilizava acerca da probabilidade de serem atendidos. E aqueles que enfiarem as agulhas no sarkobrinquedo podem defender-se dizendo ser uma prática de acupunctura que torne ao Chefe de Estado mais suave o exercício do cargo...
Teria alguma razão, caso fosse Rei, Quem não é posto no cume por alguém, contra os outros, tem como inerência uma certa sacralidade que se confundo com outros símbolos perenes do País. Um político eleito por facção, ao contrário, reafirma a sua vocação para alvo. E não se pode pretender que os dardos castigadores que lhe enderecem tenham de ser atirados à distância.

6 comentários:

cristina ribeiro disse...

Quer o Paulo ver que ele foi alvo da blogosfera lusa- algum blogueiro o mimoseou com o dito prémio, e, não contente com o desenho distintivo, foi mais além, dando-se ao trabalho de modelar a presidencial figura-, e o pobre e mal agradecido não " encaixou"-shame on him...
Beijo

ariel disse...

Francesises, é o que é, que comichão lhe faz a ele mais vodu ou menos vodu? até simpatizo com ele, malgré Carla (que saudades do charme de Cecile...)

Paulo Cunha Porto disse...

Hahahahaha, Cristina, essa está de gritos! Epa, conjugado com o que diz isto pode causar-nos engulhos, já que o Eliseu tem um assessor só para verificar os blogoditos versando o Patrão.
Note-se que vi para aí uma versão do prémio que, em vez de apenas dardos a eleger as simpatias, trazia igualmente os "alvos", para os blogues que inspirassem sentimentos menos umívocos. Com a Tese Cristiniana, a versão mais completa ganha grande acuidade.

Querida Ariel,
Belíssima, a foto identificadora! Espero que traga sorte ao clube, daqui a poucochinho. Embora eu me devesse coibir de falar de bola, em intenção do nosso Mialgia.
Sobre o Sarko, apesar do exibicionismo, também simpatizo com a Figura, sobretudo se compararmos com os outros presidentes da V República. E, para mim, a Carla até é um ampliador desse sentimento, por que será?«
Beijinhos

ariel disse...

Bem, nesse "ampliador", não me incluo, mas compreendo os seus sentimentos:)eu até gosto da sofisticação desde que não seja sinónimo de artificialidade
e de falta de autenticidade que para mim é fatal..

filomeno2006 disse...

Daba muchos más motivos de crítica Chirac que Sarkozy. Sin embargo, la tienen tomada con él, quizá porque le tienen envidia, al haberse casado con la bellísima Carla Bruni.
Ab.

Paulo Cunha Porto disse...

Querida Ariel,
mas a Carla nem é muito artificial... para a bitola de ex.Manequim, claro.

Meu Caro Filomeno,
é lá comparável! O Chirac era uma vergonha para qualquer país. Quanto à inveja por causa da Carla, é bem capaz de ser o único sentimento inteiramente compartilhado pela metade masculina da Humanodade. Mas como não sou de rancores, nem digo um mal por aí além do Marido.
Beijinhos e abraço